Observação importante

O objetivo do Blog não é acusar ou perseguir compositores, tampouco os intérpretes das músicas aqui analisadas. O objetivo é avaliar que tipo de afirmações estão sendo proferidas em nossos púlpitos e lares cristãos, seguindo a linha de raciocínio dos crentes bereanos (Atos 17:11) e os conselhos de Paulo (1 Ts 5.21; Hb 13.9) e João (1 João 4.1). Todas as análises são de responsabilidade de seus autores e críticas são bem vindas, desde que não venham acompanhadas de ofensas, mas de paz. Se desejar, leia aqui um artigo sobre algumas considerações sobre música e culto.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Música: Te amo tanto (Paulo César Baruk)



Letra:


Palavras não podem expressar
O que sinto em meu coração
Nem mesmo as notas das canções,
Lhe mostrarão o que há em meu ser.

Pode o sol escurecer e a terra estremecer,
Eu não vou te deixar...
Nada pode apagar o que o tempo escreveu,
Dentro de mim

Te amo tanto Senhor,
Te quero tanto meu Deus...
Eu te amo tanto Senhor
Eu te quero tanto meu Deus...

Análise:

Esta canção é um excelente exemplo de que não precisamos de letras complexas ou de arranjos espetaculares para se expressar adoração ao Senhor. Outro fator interessante contido nela é que, para adorar, não se faz necessário parafrasear a bíblia, o que não exime da necessidade de manter consistência entre o que se canta e o que a bíblia ensina como verdade.

Na primeira estrofe, com palavras simples e poéticas, o autor relata um verdade eterna. Nada se compara ao amor que Deus faz brotar em nossos corações e isso não pode ser completamente expresso apenas em palavras e canções.

"A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com amor incorruptível". (Efésios 6:24)
A letra continua, na segunda estrofe, demonstrando que, além de não ser possível conceituar este amor, ele também não pode ser apagado, como Paulo afirma, “nada pode nos separar do amor de Deus”, e aqui o autor toma o mesmo conceito para o ser humano, uma vez que sabemos que àqueles que foram de fato restaurados e se tornaram novas criaturas, esse amor não pode ser desfeito, antes é um caminho sem volta. O problema deste conceito é que hoje em dia achamos que qualquer um que frequenta uma igreja e canta uma canção gospel é filho restaurado de Deus, o que na prática verificamos não ser realidade, causando dúvidas quanto ao fato de alguém ser ou não transformado definitivamente.

"Pois quanto a ter morrido, de uma vez por todas morreu para o pecado, mas quanto a viver, vive para Deus". (Romanos 6:10)
Por fim a canção encerra fazendo a mais simples de todas as declarações de amor: “Te amo tanto Senhor”. E como temos motivos para cantar isso!

As perguntas que ficam é: por que não fazemos isso sempre? Por que trocamos adoração por declarações de vitória e conquista? Se não fizermos este tipo de declaração seremos menos vitoriosos? Ou a vitória vem para aqueles que amam e adoram o Senhor continuamente, em palavras e em vida?

Responda para si mesmo...

4 comentários:

Anônimo disse...

Creio que as letras das canções é a verdadeira expressão do que sentimos e o que queremos de JESUS.Quando eu foco a minha vida para as coisas terrenas consequentemente me voltarei a elas ainda que "inconcientemente", mais quando coloco meu coração no centro da vontade de Deus consigo expressar o amor puro,simples e sem barreiras que com toda certeza temos da parte do nosso Senhor Jesus.
Caren O Araujo

Eder Barbosa de Melo disse...

Graça e paz! Achei seu trabalho muito interessante e necessário, apesar de discordar em alguns pontos. Gostaria de que analisasse a canção "Alguém como eu" de autoria do Stênio Marcius e regravada pelo Luiz Arcanjo em seu trabalho solo, aliás outras músicas desse album merecem ser analisadas como "Amor pra dizer" e "Gadara". Quero aproveitar para perguntar sua opinião sobre música secular. O cristão pode ouvir?

No mais, aproveito para convidá-lo a conhecer o http://recortecotidiano.blogspot.com Que Deus abençoe! Grato. Parabéns pelo trabalho, desde o lay out ao conteudo. Abraço fraterno.

Ruy Cavalcante disse...

Olá Eder,

Vou analisar em breve a música que pediu...

Quanto a música secular, resumidamente, penso que quando ela for mundana (fizer apologia a valores e desvios anti-cristãos) deve ser rechaçada, fora disso, a música não passa de uma manifestação artistica como o filme, a novela, o teatro a dança. Pessoalmente vejo uma novela algo bem mais maléfico do que uma música secular, mas na prática acabo sempre evitando ambas, da mesma forma que evito músicas "cristãs" que invalidam, omitem, adicionam ou contradigam verdades bíblicas.

Victor Carias disse...

Primeiro Ponto:
Analisemos a primeira estrofe:
''Palavras não podem expressar
O que sinto em meu coração
Nem mesmo as notas das canções,
Lhe mostrarão o que há em meu ser.''

O que entende-se é que, Deus não conhece o meu e o seu coração. Implica que ''Ele é insuficiente''. Claramente notamos nos versos ''Nem mesmo as notas das canções,/Lhe mostrarão o que há em meu ser''. Nem mesmo as notas das canções não revelam à Deus o que há em meu ser? Deus conhece o meu e o seu coração, Ele é o Todo Poderoso onisciente que sonda o meu coração e me conhece. Logo essa estrofe toda é anti-bíblica, não cantando uma verdade. Referências: Sl 44:21 – ”porventura, não conhecerá Deus isso? Pois ele sabe os segredos do coração”. Sl 139:2-3 – ”Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos”. At 1:24 – ”E, orando, disseram: Tu, Senhor, conhecedor do coração de todos, mostra qual destes dois tens escolhido,”.

Segundo ponto:
Analisemos os seguintes versos:
''Nada pode apagar o que o tempo escreveu,/Dentro de mim''

Ué, e aquela história da conversão em Cristo Jesus que meus pecados são perdoados novo homem eu sou? Questão do batismo, nova criatura é? O Senhor Jesus Cristo pregado no madeiro, morto pelos meus e seus pecados não é o perdoador e salvador que me redime dos meus pecados? Nesta ideia de que ''o que o tempo escreveu'' é de quando não éramos convertidos em Cristo Jesus.

Postar um comentário

Compartilhe sua visão desta música para que todos possam crescer em conhecimento da verdade.

Related Posts with Thumbnails