Observação importante

O objetivo do Blog não é acusar ou perseguir compositores, tampouco os intérpretes das músicas aqui analisadas. O objetivo é avaliar que tipo de afirmações estão sendo proferidas em nossos púlpitos e lares cristãos, seguindo a linha de raciocínio dos crentes bereanos (Atos 17:11) e os conselhos de Paulo (1 Ts 5.21; Hb 13.9) e João (1 João 4.1). Todas as análises são de responsabilidade de seus autores e críticas são bem vindas, desde que não venham acompanhadas de ofensas, mas de paz. Se desejar, leia aqui um artigo sobre algumas considerações sobre música e culto.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Música: Reinar em vida (Toque no altar)

Letra:

Milagres escondidos
Descobri
Sucesso em pleno vale
Eu prevaleci
Quando não se esperava
O Senhor me ergueu
Quem não acreditava
Ouvirá o meu louvor
Eu só preciso acreditar
Chegou minha vez de celebrar

Reinar em vida eu vou

Eu verei a minha casa
Festejando o melhor!


Análise:

Podemos perceber claramente nesta a música a ênfase nas conquistas pessoais e seculares (não necessariamente num sentido mundano, mas terreno), isso fica claro na frase “sucesso em pleno vale, eu prevaleci”. Isto foge totalmente ao contexto bíblico que afirma que nossa esperança não deve ser para esta terra, mas em Cristo, para um tempo vindouro:

Se é só para esta vida que esperamos em Cristo, somos de todos os homens os mais dignos de lástima”. (I Coríntios 15:19)
O problema na música, neste caso, não é a afirmação de sucesso, mas a proeminência destes conceitos, em detrimento de uma vida de negação pessoal:

E chamando a si a multidão com os discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me”. (Marcos 8:34)
Não tenho muito o que falar teologicamente dos tais “milagres escondidos” pois isto não possui qualquer relação com aquilo que a Palavra de Deus revela sobre milagres, em outras palavras, é uma afirmação extra bíblica.

Sobre a frase “eu só preciso acreditar”, ora, acreditar em que? Em quem? Desde quando basta acreditar em algo para que aconteça? Tudo está nas mãos de Cristo e dependemos dEle para realizar qualquer coisa.

Quanto ao refrão “Reinar em vida eu vou”, apenas dois textos bíblicos para torná-lo anátema:

Novamente o Diabo o levou a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles e disse-lhe: Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares”. (Mateus 4:8-9)
Eis acima quem oferece reinos terrenos ao homem.

Porque, se pela ofensa de um só, a morte veio a reinar por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo”. (Romanos 5:17)
Acredito que o texto acima foi usado como base para tal refrão. Porém é fácil perceber o tamanho da distorção de significado que o contexto da música apresenta. Nas palavras de Paulo, “reinar em vida” significar ter direito à vida, por meio de Cristo, em oposição à morte conseqüente do pecado original de Adão. Entretanto não é isso que a música nos apresenta, antes ela afirma que reinaremos, que possuiremos autoridade de reis nesta terra, facilmente refutado pelo texto e contexto bíblico geral.

Em suma, esta música apresenta em sua essência aquilo que já estamos (infelizmente) acostumados a ouvir a respeito de prosperidade financeira e/ou social, afinal de contas, quem não gostaria de, ao invés de ser servo, se tornar um rei? Porém é exatamente isso que Jesus quer de nós, que sejamos servos, humildes, os menores dentre os homens:

Então Jesus chamou-os para junto de si e lhes disse: Sabeis que os que são reconhecidos como governadores dos gentios, deles se assenhoreiam, e que sobre eles os seus grandes exercem autoridade. Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser tornar-se grande, será esse o que vos sirva e qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos. Pois também o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos”. (Marcos 10:42-45)

4 comentários:

`:_(°)~ Mεnos έ Mąis ~(°)_:´ disse...

Parabéns pela análise, sinto-me enojada quando vejo que o EU em muitas músicas é centro da letra. Lógico que por instinto nós falamos de nossa conquista, mas a glória é do Pai.
Ele não divide a glória com ninguém.
E crer, até o diabo crê, mas não obedece.
Continue examinando as escrituras e que o SENHOR revele o que vai no CORAÇÃO DELE para nós seus Filhos.

Ruy Cavalcante disse...

Obrigado.. é triste ver o egocentrismo presente em nossas musicas e em nossos cultos. Cabe a nós combatermos essas maluquices e dar a Glória devida por todas as coisas a Deus...

Hermes C. Fernandes disse...

Olá Ruy!

Parabéns pela iniciativa e conteúdo do blog. Já estou seguindo.

Aproveito para lhe convidar a conhecer meu blog, e se desejar também segui-lo, será uma honra.

Seus comentários também serão muito bem-vindos.

E se quiser trocar banners, estou à disposição.

www.hermesfernandes.blogspot.com

Te espero lá!

Anônimo disse...

Nooosaa!!! Onde é que nós vamos parar??? Onde vai chegar esse trem doido Apóstata?? Cada letra mais aberrativa que a outra!! Jesus Cristo!! Que síndrome Hedonista Goooospel é essa?? Pouquíssimos ainda mantém uma sanidade mental ainda coerente e razoável com o simples evangelho de Jesus!! Por onde anda o discernimento desse povo meu Deus!! Deus continue mantendo seu detect afiadíssimo para enxergar todas essas Heresias do "Eu me amo" embutidas em forma de "Louvor" irmão Ruy. Ainda há esperança!! Glória a Deus!! Amém!!

Postar um comentário

Compartilhe sua visão desta música para que todos possam crescer em conhecimento da verdade.

Related Posts with Thumbnails